Saída suja

 

O presente envenenado

Vem no fim do resgate

Como um juro rebaixado

Preparados para o abate

 

Especuladores sem receio

Logo o juro farão subir

Ficarão de papo cheio

Enquanto nós a ganir

 

Limpa será esta saída

Onde apostam os sabujos

Que dela podem aproveitar

 

Limpeza já foi decidida

Nós sairemos todos sujos

Sem nos podermos limpar.

publicado por poetazarolho às 22:57 | link do post | comentar