Robalos com presunto

Robalos com presunto.jpg

“Das mentes desentendidas”

Nascem leis às catadupas

De legalidade já feridas

Pois as mentes são chalupas

 

Alugmas leis são pedidas

Mas tu não te preocupas

É há estudos com medidas

E com conclusões birutas

 

Mas quem pode, pode muito

Pode à sua maneira moldar

Todo e qualquer assunto

 

Sem muito se preocupar

Ganha no fim um presunto

E tudo o mais a acompanhar.

publicado por poetazarolho às 12:10 | link do post