Reino da asneira

 

Banco bom está lixado

Diz a autoridade financeira

Que comanda o mercado

Não pensem que é brincadeira

 

E o povo está saturado

Desta enorme bandalheira

Melhor é ser emigrado

Que viver nesta estrumeira

 

Um país abandonado

Agora sem eira nem beira

Ou será requalificado

 

Ou não haverá quem o queira

Para sempre será recordado

Como o reino da asneira.

publicado por poetazarolho às 19:48 | link do post | comentar