Pra navegar

Pra navegar.jpg

Este tempo são muitos tempos

Todos nascidos pra navegar

Entre vagas e contratempos

Em todos eles existe lugar

 

Neste tempo d’entretempos

De a bom porto acostar

Entre lazer e passatempos

Sempre podemos assim pensar

 

E não sendo universal

Pois existe a relatividade

Se olvidares a equação

 

Se algum tempo te quis mal

Olvida-te da agressividade

Mas não olvides o coração.

publicado por poetazarolho às 22:16 | link do post | comentar