Porque não vos Calais

Porque não vos Calais.jpg

Estradas não são de oiro

Mas as tampas das sanitas

Onde alguns sentam o coiro

São doiradas e bonitas

 

Assim se desenha o futuro

Como esboço da solução

A construção doutro muro

Neste mundo em construção

 

E nesta europa de esperança

A construção não emperra

Como fruto da perseverança

 

Lançam os cães de guerra

Para acelerar a matança

Dos que deixam sua terra.

publicado por poetazarolho às 20:36 | link do post