Passadas

Passadas.jpg

Passos largos daqui pra fora

Quem se habituou a roubar

O mal já não vem de agora

Vem de época milenar

 

Donos que fomos do mundo

Riqueza que era abundante

Depois do rombo profundo

Vestimos alma de pedante

 

O subsídio e o pedantismo

Na alma se nos entranhou

Mas só chega prá nobreza

 

São tiques de novo-riquismo

Que o povo um dia sonhou

Mas não saiu da pobreza.

publicado por poetazarolho às 20:26 | link do post