Partir e ficar

 

Solução é emigrar

Avisou o presidente

Pois para quem ficar

Nada irá ser diferente

 

Austeridade vai marcar

Um futuro deprimente

Não é preciso adivinhar

Próximos anos da gente

 

Este é o preço a pagar

Por se querer o paraíso

Deste tempo pós-moderno

 

Nada haveria a lamentar

Se tivesse havido juízo

Assim comprou-se o inferno.

publicado por poetazarolho às 22:53 | link do post