Novo surrealismo

Novo surrealismo.jpg

Nesta vida imediata

Vive-se de imediatismo

Aguardo a vida transacta

Polvilhada de surrealismo

 

Não preciso  marcar data

Nem quero determinismo

Que não se registe em acta

Este meu inconformismo

 

Nesta surreal vivência

Sou etapa inconsistente

Doutro ser em formação

 

Essa via p’rá transcendência

Donde brotará consciente

Um mundo em alucinação.

publicado por poetazarolho às 14:44 | link do post | comentar