Mais valia

 

No planeta da mais valia

Onde já não vales nada

Uma esperança existia

Mas foi agora amputada

 

Com o tempo gangrenou

Foi enorme a infecção

Mas logo que se amputou

Deu nova vida ao cifrão

 

Já se pode desfrutar

Com enorme satisfação

Dessa alegria bolsista

 

Onde alguns vão singrar

Mas a maioria não

Nem importa que resista.

publicado por poetazarolho às 20:59 | link do post | comentar