Longa caminhada

Longa caminhada.jpg

Para que então serviu

A vastidão do deserto

Com o amor aqui tão perto

Porque ei-lo, não desistiu

 

Quando tudo em volta ruiu

Era a fénix renascida

Pelo amor duma vida

Quando a dúvida persistiu

 

Em carinho repartida

Afagas e a dor foi levada

Nas faces do turbilhão

 

Vês estrias duma mão

Pedaço de alma rasgada

Sentes forte a ilusão

 

Continuas a caminhada

Levas tudo e não buscas nada.

publicado por poetazarolho às 19:52 | link do post