Leilões

Leilões.jpg

Brincavam aos pobrezinhos

Num local à beira mar

Vêm aí os chinezinhos

Para a herdade comprar

 

Melhor preço ou em saldo

É negócio para chineses

Surge agora no rescaldo

Duma falência faz  meses

 

A nação está a colapsar

Dizem por estar tudo ligado

Sob o manto da corrupção

 

A mim dá-me que pensar

P’ra que servirá um estado

Que tudo vende em leilão.

publicado por poetazarolho às 22:42 | link do post | comentar