Discurso

Discurso.jpg

Defenda-se, não defenda

Duvide, não acredite

A notícia está à venda

Logo a mentira permite

 

Permeável abre uma fenda

Provocada por uma elite

Imperturbável na sua senda

Engole quem se demite

 

Não se demita de duvidar

Interponha sempre recurso

No tribunal do bom senso

 

Permita-se nunca acreditar

Na dissonância do discurso

Quando o produzem denso.

publicado por poetazarolho às 01:17 | link do post | comentar