Da rosa

Da rosa.jpg

Já só vivo em meus filhos

Como um cristo assumido

Eles serão meus cadilhos

Mesmo após haver partido

 

Não os livro de sarilhos

No caminho percorrido

Saudáveis são os trilhos

Sussurrados ao ouvido

 

Espinhos eu não os sinto

Pois que a rosa escolhida

Sabe ir muito mais além

 

E a ninguém desminto

Pois até a própria vida

É nossa oferta também.

publicado por poetazarolho às 06:41 | link do post