Contaminação

Contaminação.jpg

Berço da democracia

Ilumina a escuridão

Que se produz dia a dia

E escurece o coração

 

Dos povos sem alegria

Tal e qual hoje estão

Mercê da cacofonia

Que leva à distorção

 

Dos sons da harmonia

Que jamais se escutarão

Pois ninguém imaginaria

 

O destino da revolução

E tudo o que produziria

Fosse mera contaminação.

publicado por poetazarolho às 21:18 | link do post