As feras

As feras.jpg

Este mar de indiferença

Vem de vermelho garrido

Revela toda a indiferença

E nele vê reflectido

 

Uma imperial presença

Com o dizer bem vestido

Não quero saber da essência

Ou do que possa ter ocorrido

 

Gaiolas dizem presente

Ao presente destas eras

As quais estamos a viver

 

Mas antes não foi diferente

Os leões são sempre as feras

Que virão p’ra te comer.

publicado por poetazarolho às 00:30 | link do post | comentar