Aprendizes

Aprendizes.jpg

Sem ser poeta ou atleta

Sem ser profeta ou rei

Sem ter que chegar à meta

Sei que um dia chegarei

 

Nem que seja de lambreta

Ou de rastos, nem sei

Ou montado num cometa

Esse que nunca verei

 

Só passa de mil em mil

Para gáudio dos infelizes

Que aplaudem com aprumo

 

Temos que explicar Abril

Aos feiticeiros aprendizes

Pra que haja um novo rumo.

publicado por poetazarolho às 20:08 | link do post