Adormecimento

Adormecimento.jpg

Em esquecimento profundo

Anda a nossa consciência

Sempre descendo mais fundo

Muito além da decência

 

Parece suportar este mundo

No seu estado de demência

A cada passo mais imundo

Sem um pingo de clemência

 

É nesta constante fobia

Que o ser anda perdido

E é tratado com desdém

 

E quem nunca dormiria

Terá mesmo adormecido

Ou esqueceu-se também.

publicado por poetazarolho às 17:17 | link do post