(A)normalidade

 

Anda comigo

Ver os anormais

Estão de castigo

À espera de sinais

 

De quem governa

Uns tipos bestiais

Com visão moderna

A seguir virão mais

 

São predestinados

A cargos governamentais

E bem remunerados

 

Por serem eventuais

São depois dispensados

Com benesses senhoriais.

publicado por poetazarolho às 22:38 | link do post | comentar