País marado

 

Governo não está a cair

Diz o Coelho apressado

O Portas não se vê sorrir

Sabe que foi enganado

 

Mas vai ter que engolir

Este remédio estragado

Pois não tem como fugir

Sem que fique arruinado

 

Estamos reféns da ruína

No país mal governado

Vou snifar a cocaína

 

Hard rock é meu fado

Faço uma trip de heroína

Como o país fico marado.

publicado por poetazarolho às 21:37 | link do post | comentar