Imaginação

 

P’ra esse peditório ó meu

Deste regime que fedia

Demais o pessoal já deu

Faz parte da democracia

 

Dos poderes consolidados

Que alternam por definição

E os corruptos instalados

Aos quais todos untam a mão

 

Nunca houve culpa formada

Nem provas do desvario

Que grassa nesta nação

 

Creio que não se passa nada

Investigaram anos a fio

Deve ser só imaginação.

publicado por poetazarolho às 19:58 | link do post | comentar