Vamos a caminho

 

Caro vamos a caminho

Dum país sem pão

Ao menos um bocadinho

Escuta a manifestação

 

O conselho d’estado

Desta desgraçada nação

Não ouve o petardo

Da nossa indignação

 

Afunda a nação heróica

Refém deste desgoverno

Num quadro deprimente

 

Que se lixe a troika

Que se lixe o governo

Que se lixe o presidente.

publicado por poetazarolho às 23:09 | link do post | comentar