Feita de avó

 

A mulher feita de avó

Em Timor recordações

Recorda e não está só

Já que tem dois corações

 

Um coração de criança

Lá no seu bairro moldado

Fez crescer perseverança

O mundo é qualquer lado

 

Outro coração colorido

Que nós bem conhecemos

Onde passa fica esperança

 

Sentido de dever cumprido

Isso é certo e nós sabemos

Bebeu amor não se cansa.

 

http://maria-made-in.blogs.sapo.pt/43074.html

publicado por poetazarolho às 20:03 | link do post