Prova dos nove

Prova dos nove.jpg

Parábola não sabe nadar

Hipérbole nunca desiste

Cateto pôs-se a marchar

Triângulo de pé em riste

 

Derivada sempre a andar

Integral ainda persiste

Aristóteles ficou a pensar

Pitágoras quedou tão triste

 

E a boa da Dulcineia

Aproveitando a distracção

Entre batalhas escapuliu

 

Quando a coisa ficou feia

Eis que surge o tal dragão

E o Neptuno então sorriu.

publicado por poetazarolho às 20:04 | link do post | comentar | ver comentários (1)