Mas já era

Mas já era.jpg

É natal, é natal

É natal mas já era

Para uns não tão mal

Para outros não tão bera

 

Na razão incremental

De tudo o que se espera

Traças um quadro banal

Até à próxima primavera

 

E depois, e depois?

Vêm os tempos felizes

De muito sol e calor

 

Cinco, quatro, três ou dois

Número igual  de narizes

A cabana e muito amor.

publicado por poetazarolho às 09:43 | link do post | comentar | ver comentários (3)