Moínhos não

Moínhos não.jpg

Nem no melhor pesadelo

Vislumbrei algo assim

Tinha manta com pelo

Belos lençois de setim

 

O dia amanhecia belo

Arauto tocava o clarim

Anunciava no castelo

Pesadelo seria pra mim

 

Aproximava-se o dragão

Dos cuspidos fumegantes

Prestes a destruir o sonho

 

Não acordei desde então

Enfrento dragões ofegantes

E aos moínhos não me oponho.

publicado por poetazarolho às 00:51 | link do post | comentar | ver comentários (1)