Quarta-feira, 25.07.18

Desemparelhado

Desemparelhado.jpg

“Ando aos versos, sem parelha”

Que a parelha ninguém viu

Inda procurei em Sortelha

Mas a dita não surgiu

 

Perguntei a uma velha

Se a parelha se evadiu

Mas ela torceu a orelha

Nada disse e assim partiu

 

Soltando coices solitário

Me quedei sem ter remédio

Nem vislumbrar alternativa

 

Sou um velho temerário

Quinda não sofre de tédio

Mesmo com parelha esquiva.

publicado por poetazarolho às 23:49 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Dança

Dança.jpg

“Nem todos são sonolentos”

Nem todos se deixam ficar

Porventura os pachorrentos

Vão caminhando devagar

 

Vão escavando argumentos

Já gastos, ou para gastar

Vão esperando os momentos

Em que se possa acelerar

 

E esta luta já gasta

De propósito insondável

Vê nascer a nova esperança

 

Está velha quanto basta

Pressente-se inconsolável

Pois gastou-se nesta dança.

publicado por poetazarolho às 19:56 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Favorito

mais sobre mim

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

Julho 2018

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
26
28
30
31

subscrever feeds

blogs SAPO