Às voltas

Às voltas.jpg

A mente manda em mim

E na mente mando eu

Não sabia ser assim

Mas assim aconteceu

 

E anda num frenesim

Mas sempre desconheceu

Só eu escrevo o boletim

Que a pobre sempre leu

 

Dessa leitura concluo

Muito pouco aprendeu

Menos ainda aprenderá

 

Nesta mente eu diluo

As voltas que ela deu

E todas mais que dará.

publicado por poetazarolho às 06:39 | link do post | comentar | ver comentários (1)