Sexta-feira, 30.10.15

O salto

O salto.jpg

O país tem novos donos

Sorvem suor e migalhas

Cada gota dos abonos

E já não pagam mortalhas

 

Outros a caminho virão

Mas o caminho traçado

Refém do bicho papão

Não nos leva a outro lado

 

A marcar passo ficamos

Mesmo à beira do abismo

Com esperança infundada

 

Cedo ou tarde avançamos

Não será por masoquismo

Só não vemos outra estrada.

publicado por poetazarolho às 22:17 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Segunda-feira, 26.10.15

Devagarinho

Devagarinho.jpg

Benito era fascista

E o Adolfo era nazi

António situacionista

Como eles nunca vi

 

Da escola malabarista

Se muito bem entendi

Até que o povo resista

São os que reinam aqui

 

Sobretaxa mal precisam

E impostos nem pensar

Que diabo de negócio

 

Nos haviam de arranjar

Comandados pelo ócio

Vão matando devagar.

publicado por poetazarolho às 20:38 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 21.10.15

Cagança

Cagança.JPG

Sociedades que criámos

Consumimos à exaustão

Com sucesso ocultámos

A nossa própria missão

 

Perdidos na sociedade

Sem sociedade nenhuma

Exaustos da ambiguidade

Que a sociedade propunha

 

Espezinhando a esperança

Estripando a dignidade …

Perguntas como se avança

 

Nesta feira de vaidade,

Rastejando com cagança

Por falta de verticalidade.

 

publicado por poetazarolho às 22:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 18.10.15

Vencedores

Vencedores.jpg

Poesia em movimento

São horizontes de prazer

Não há lugar ao lamento

Em vez disso fui correr

 

De todo o mundo vieram

Até ao Vasco descobridor

Em Lisboa os acolheram

Num ambiente multicolor

 

Desde o mais alto tabuleiro

À Avenida das descobertas

Com o Tejo por companhia

 

Milhares são o primeiro

Pois com mentes abertas

Cada qual ganhou o dia.

publicado por poetazarolho às 21:35 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 14.10.15

Paraísos

Paraísos.jpg

Na inversa proporção

Se não vejo salvadores

Vislumbro muito ladrão

Adivinho os seus odores

 

E também a intenção

De serem os portadores

Neste mundo de ilusão

Bafejado por horrores

 

Duma certa premonição

Em que algarismos da sorte

Nos franquearão o paraíso

 

Mas muitos perguntarão,

Será apenas após a morte

E para quem tenha juízo?

publicado por poetazarolho às 00:33 | link do post | comentar | ver comentários (3)
Domingo, 11.10.15

Governador

Governador.jpg

Marcelo, é Rebelo, é Sousa

Nosso próximo presidente

Assim consciência repousa

Por termos produto diferente

 

Pelos média fabricado

P´la ousadia de mergulhar

Foi ao Tejo resgatado

Voltou para nos salvar

 

Em manhã de nevoeiro

Ou sem nevoeiro nenhum

Mas que importa é salvador

 

Entre todos será o primeiro

Assim termina o seu jejum

Protectorado terá governador.

publicado por poetazarolho às 17:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 06.10.15

Mortos

Mortos.jpg

 

 A direita ou o centrão

Esse destino anda perto

Dos desígnios da nação

Com o futuro bem certo

 

É preciso empobrecer

É necessário sangrar

Que o futuro há-de ser

O que se puder pagar

 

Quem não paga não risca

Na sociedade do capital

Onde só o lucro importa

 

Esta imposição arrisca

Transformar Portugal

Num país de gente morta.

publicado por poetazarolho às 06:55 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 04.10.15

À frente

À frente.jpg

Portugal está à frente

Foi o povo que votou

Nada será diferente

Democracia acabou

 

A europa descontente

Há muito a estrangulou

Pois a finança eficiente

Sempre o patrocinou

 

Fica o povo contente

Pois quem o pão roubou

Tem cenário diferente

 

Quem antes se governou

Governará agora a gente

Algum bom senso voltou.

publicado por poetazarolho às 23:45 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Sexta-feira, 02.10.15

Veio pra ficar

Veio pra ficar.jpg

Sem a bandeira na mão

Conscientes do dever

Vamos a votos então

P’rá sondagem não vencer

 

Pàf, pàf, pàf, pàf

Ouço um estranho ruído

Pàf, pàf, pàf, pàf

Parece-me descabido

 

Dizem que veio pra ficar

Fama que de longe vem

É o Brandy Constantino

 

Vamos ter que aguentar

Desde S.Bento a Belém

Tomou conta do destino.

publicado por poetazarolho às 21:41 | link do post | comentar | ver comentários (10)
Quinta-feira, 01.10.15

Sondagem

Sondagens.jpg

Sondagem fresquinha

Acabada de realizar

Não muito certinha

É o que se pode arranjar

 

Tu na tua, eu na minha

Lá iremos votar

Ninguém adivinha

Quem irá ficar

 

No alto do poleiro

Para assim esbanjar

O nosso dinheiro

 

Pois para governar

O nosso atoleiro

Só precisa enganar.

publicado por poetazarolho às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Favorito

mais sobre mim

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

Outubro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
19
20
22
23
24
25
27
28
29
31

subscrever feeds

blogs SAPO