Embriagados

Embriagados.jpg

Filhos do mesmo Deus

Desse sangue nascidos

Todos somos europeus

Chegámos aqui despidos

 

Sobe à cabeça o poder

Embriaga-nos o dinheiro

Um irmão está a morrer

Ele que parta primeiro

 

Nesta festa da vaidade

Tudo vale p’ra ostentar

Toneladas de riqueza

 

Mesmo que a austeridade

A muitos esteja a matar

Por só terem fome à mesa.

publicado por poetazarolho às 23:35 | link do post | comentar | ver comentários (1)