Preventivamente

Preventivamente.jpg

Sócrates noite e dia

Dia e noite e ao revés

Tanto Sócrates angustia

Onde estão os outros dez

 

Que roubaram Portugal

E não foram acusados

Este poder anda mal

Foi entregue aos mercados

 

Romances de pacotilha

Entretêm os ignrantes

É sua nobre função

 

Está montada a armadilha

Nada ficará como antes

Vai-se encher a prisão.

publicado por poetazarolho às 23:54 | link do post | comentar | ver comentários (2)