Vozes

Quem és não está definido

Apenas depende do amor

Só assim não fará sentido

O que diz qualquer rumor

 

Cresce livre sem escutar

Essas vozes que não vês

Podes mesmo imaginar

Porque gastam o português

 

Com o tempo que sobrar

Molda um melhor futuro

Do que aquele que descrevem

 

Essas vozes que ao falar

Não têm sentimento puro

Nem falam aquilo que devem.

publicado por poetazarolho às 23:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)