Dançando

 

Já chegou o salvador

Ó arautos da desgraça

Reparem na sua graça

E em redor o esplendor

 

A tapeçaria escarlate

Sob castiçais dourados

Os desígnios planeados

Acabar com o disparate

 

Portugal mobilizando

Em busca da maioria

Que nos trará a esperança

 

Mas só se fôr dançando

No meio da escadaria

Onde começou a dança.

publicado por poetazarolho às 21:55 | link do post | comentar | ver comentários (1)