Enforcados

 

Está Portugal enforcado

Não é força d'expressão

Dizem uns foi ultrajado

Mas outros dizem que não

 

Povo não foi consultado

Pelos que metem a mão

Vê o seu país arruinado

Sem vislumbrar solução

 

Mas por neles ter votado

É cumplice da confusão

E não é a vez primeira

 

Mas ao ver-se confrontado

Com o fruto da sua votação

Resolve enforcar a bandeira.

publicado por poetazarolho às 23:30 | link do post | comentar | ver comentários (3)