Pirataria

 

Faz barquinhos de papel

Este país à deriva

Porquê tanto escarcel

Vem política restritiva

 

Tão restritiva asfixia

Até a construcção naval

Que não voltará um dia

A fazer-se em Portugal

 

Mete água a embarcação

Tem o casco perfurado

Foi alvo de pirataria

 

Atacaram a tripulação

Sacaram-lhe o ordenado

Foi um saque à luz do dia.

publicado por poetazarolho às 17:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)