Domingo, 06.10.13

Beco escuro

 

Anda o povo iludido

Com o xadrez da política

Diria mesmo aturdido

Pela realidade somítica

 

Que soma ao capital

E subtrai à pobre gente

Esta verdade afinal

É mentira, diz quem mente

 

Impondo a democracia

Que por maioria de razão

Um mal menor representa

 

Mas vai ser enorme a razia

Pois o arco da governação

Já não tem massa cinzenta.

publicado por poetazarolho às 18:27 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Sexta-feira, 04.10.13

Oitava e nona

 

Foram a oitava e a nona

Passámos com distinção

Não estará bom da mona

Quem desdiga a informação

 

Só se formos masoquistas

É que não vemos a evidência

Que viram outros artistas

Pais na nossa clarividência

 

O caminho da austeridade

Esse veio para ficar

Não se queixe o pobrezinho

 

Pois em breve uma infinidade

Terá para o acompanhar

Trilhando o mesmo caminho.

publicado por poetazarolho às 19:06 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 02.10.13

Revisão

 

São como a constituição

As pessoas deste povo

Fruto duma revolução

E um contratempo novo

 

Vamos revê-las então

Por maioria qualificada

Ambas assim passarão

A não significar nada

 

Teremos caminho aberto

Para a reforma do estado

Passando a ser bestial

 

O caminho descoberto

Para agradar ao mercado

Destruindo o social.

publicado por poetazarolho às 20:08 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Favorito

mais sobre mim

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

Outubro 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
16
18
19
22
24
25
28
29
31

subscrever feeds

blogs SAPO