Gulosos da guerra

 

A guerra está eminente

Vão os mísseis enviar

Não se torna evidente

Qu’alguém possam ajudar

 

Relâmpago é o ataque

E cirúrgico por suposto

No terreno é um massacre

Brincadeira de mau gosto

 

Imposta pelos poderes

Dos palácios sumptuosos

Possuidores do estudo novo

 

Baseado nos seus saberes

Que alimenta uns gulosos

À custa da vida dum povo.

publicado por poetazarolho às 05:02 | link do post | comentar | ver comentários (2)