Movimento perpétuo

 

Maio de sessenta e 9

Começou no ISCTE

E ninguém os demove

Fizeram cá um banzé

 

Os estudantes de gestão

Geriram a gritaria

Gritaram à exaustão

E o ministro fugiria

 

Não restou mais solução

Este é o início do fim

Da corja de alternantes

 

Que infestou esta nação

Vai mudar de novo enfim

Para ficar com dantes.

publicado por poetazarolho às 22:59 | link do post | comentar | ver comentários (1)