Secretário do povo

 

Franquelim já baralhou

Partiu e deu de novo

Antes na banca trabalhou

Agora trabalha p´ró povo

 

Ao serviço desta nação

Revela sua idoneidade

Quem lhe chamar ladrão

Não revela honestidade

 

É nobre a nova função

De novo deve baralhar

E sem ponta de cinismo

 

Vai promover inovação

Criatividade impulsionar

E até o empreendedorismo.

publicado por poetazarolho às 03:37 | link do post | comentar | ver comentários (5)