Dedo espetado

 

Um ou dois dedos no ar

Isso que diferença faz

O azar veio p’ra ficar

Manifestação vem atrás

 

Logo a polícia de choque

Os guardiões do regime

Ao serviço do escroque

Que a vida nos comprime

 

Juntaram-se uns milhões

Levaram muita paulada

Foi um dia bem passado

 

Ainda entoaram refrões

E a malta segue animada

Com o dedo espetado.

publicado por poetazarolho às 21:41 | link do post | comentar | ver comentários (1)