Jumento

 

Medidas de austeridade

Fizeram cair a receita

Isto é uma calamidade

Nova austeridade espreita

 

Para a receita estrangular

A gente não se endireita

E o país vai definhar

Não há cura p’rá maleita

 

Não sabem como a tratar

Os doutores lá de S.Bento

Só nos sabem carregar

 

Como se faz ao jumento

Não estamos a aguentar

Morreremos do tratamento.

publicado por poetazarolho às 23:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)