Fuzilamento


Não há lugar ao lamento
Porque tudo vale a pena
Se a dívida não é pequena
Deves aproveitar o momento

Decretas um ajustamento
E ajustas todo este pessoal
Que nem andava a viver mal
Mas era muito o rendimento

Agora é preciso trabalhar
Mais uma boa meia horita
A ver se o país arrebita

E se ele teimar em afundar
Terá que ser outra a receita
Pr’a nos livrarmos da maleita.
publicado por poetazarolho às 11:42 | link do post | comentar