Poupadinhos


Estamos bem desgovernados
Com uma transparência atroz
Sabemos que estamos lixados
E que o fisco é máquina feroz

Cortamos no lado da despesa
Passas a ter menos para gastar
Para nós tu és uma boa presa
Enquanto te pudermos sacar

A palavra de ordem é poupar
Poupa lá dos teus mil euritos
Dá passos à medida das pernas

Nós estamos cá pr’a governar
Para que a situação fique de aflitos
Só depende das condições externas.
publicado por poetazarolho às 14:19 | link do post | comentar | ver comentários (1)