Tudo num segundo


Manuais escolares caros
E não duram um segundo
No meu tempo eram raros
Mostravam todo um mundo

Também não havia fartura
Nem os gadgets de marca
Nada um segundo perdura
Hoje, e a fartura nos abarca

Mac donalds e coca cola
Emborca lá outra vez
E calça esses ténis baris

Antes ias descalço prá escola
Chegavas com bolhas nos pés
E o ranho a pingar do nariz.
publicado por poetazarolho às 17:13 | link do post | comentar | ver comentários (2)