Poema chamuscado


Este poema está em crise
Por isso tem rating da treta
Dizem tratar-se dum deslize
E afectou o rating do poeta

Este poema está queimado
Mercê dum tumulto gráfico
E o poeta saiu chamuscado
Ficou o registo fotográfico

A poesia está sem soluções
Pr’ás incertezas do presente
Por isso não vos posso valer

Viva a ditadura dos cifrões
Que chupa o tutano à gente
Chamando a si todo o poder.
publicado por poetazarolho às 14:54 | link do post | comentar | ver comentários (1)