Tendinite


A culpa é da ganância
A culpa é do dinheiro
Fazem gerar uma ânsia
De ser sempre primeiro

Primeiro nas aparências
Primeiro no grande luxo
As minhas condolências
Ética morreu que diacho

Para o homem que futuro
É deixar de ser humano
A culpa é de Wall Street

Vejo aqui um mau auguro
A não ser que para o ano
Bolsa tenha uma tendinite.
publicado por poetazarolho às 06:26 | link do post | comentar | ver comentários (1)