Segunda-feira, 16.05.11

Comam bolos


Com oito letrinhas apenas
Escrevo a palavra Portugal
São oito séculos de historial
O pior são as últimas cenas

Da CEE vieram uns milhões
Chegou a crise internacional
Onde está o dinheiro afinal?
Aplicado na terra de Camões

Em betão e em belas estradas
Algumas já estão esburacadas
Pescar e semear é pr’os tolos

Não há peixe, comam empadas
Com o chá em vez de torradas
Se não há trigo, comam bolos.
publicado por poetazarolho às 16:47 | link do post | comentar

Punho cerrado


Punho cerrado camaradas
Para a luta levar de vencida
Custa-nos a todos esta vida
É ver cravos nas espingardas

E é ver balas nas floreiras
Jazem os corpos nas valas
Trespassados por essas balas
Não eram balas verdadeiras

Eram apenas balas de papel
E os cravos pintados a pincel
Quando percebeste o engano

Já tinham esvaziado o pote
Não podias exibir o decote
Só te sobrara a tanga de pano.
publicado por poetazarolho às 13:36 | link do post | comentar

mais sobre mim

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

Maio 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
21
28

subscrever feeds

blogs SAPO