A ver estrelas

 

Se no mesmo saco estão

É por não ver resultado

Dessa suposta produção

De tanto senhor deputado

 

Vejo é muita corrupção

Que grassa por tod’o lado

À custa duma nação

Cujo povo é esforçado

 

E a quem fazem menção

Sempre que emigrado

Mas aqui suporta o fado

 

Sem a justa retribuição

Ainda se vê mais roubado

Mesmo após reformado.

publicado por poetazarolho às 22:07 | link do post | comentar