10 de Junho agrícola

 

Portugal república de bem

Tem uma missão estóica

Já prepara como convém

Aquele que é o pós-troika

 

Apostar na agricultura

Deste seu vasto território

É mensagem que perdura

Associado a fim meritório

 

Teremos a fundo perdido

Subsídio pr’ó fogo preso

Será grande o alarido

 

Na tomada de decisão

Mas se acaba tudo teso

O pós-troika é a extinção.

publicado por poetazarolho às 23:42 | link do post