Arte de marear

 

Nesta barca aparelhada

Que cedo se fez ao mar

A malta está encharcada

De tantas ondas sulcar

 

O comandante impotente

Não mantem a trajectória

A marujada descontente

Dará novo rumo à história

 

Mais tarde será relatada

Para constituir memória

De marinheiros vindouros

 

A malta viu-se enrascada

Mas alcançou a vitória

Navegando em sumidouros.

publicado por poetazarolho às 19:20 | link do post | comentar