Brinde à equidade

 

São tempos de equidade

Os que vamos alcançar

Está é a única verdade

Que digo p’ra enganar

 

Qu’as outras são mentira

Em que podem acreditar

Que o engano não retira

Este efeito de sacrificar

 

Sacrifício é a oportunidade

Que tenho p’ra distribuir

A todos de forma igual

 

Digo isto sem vaidade

Pois sei que vou conseguir

Sacrificar Portugal.

publicado por poetazarolho às 19:32 | link do post | comentar